41. 3306-8000 | contato@dotti.adv.br

Artigos / Coluna “Sempre às terças” – René Ariel Dotti

 

O destino de uma nação

*Para acessar todos os artigos do autor clique no nome acima.

Coluna publicada em 13/03/2018.

Estou lendo o notável livro de Anthony McCarten (1961-), laureado produtor neozelandês indicado ao Oscar de melhor filme na edição de 2018 pela obra Darkest Hour (O destino de uma nação), edição Planeta do Brasil, tradução de Eliana Rocha e Luis Reyes Gil.

A dramática narrativa imortaliza a corajosa atuação do Primeiro Ministro do Reino Inglês, Winston Churchill (1874-1965), na antológica resistência civil, institucional e militar contra a ameaça de invasão da Inglaterra pelas tropas aéreas e terrestres da Alemanha Nazista, que já havia bombardeado duramente a cidade de Londres, entre 24 de agosto e 5 de setembro de 1940, com incalculáveis danos para a população civil.

Um espetáculo de proporções trágicas consistiu na chamada Batalha da Inglaterra, ocorrida entre 10 de julho a 31 de outubro de 1940, quando a força aérea alemã, composta pelos famosos caças Bf 109 Messerchmitt da Luftwaffe sofreu a maior derrota para os Supermarine Sptifire, os aviões de caça britânicos. A grande vitória motivou a frase do Primeiro Ministro: “Never was so much owed by so many to so few” (“Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos”), referindo-se aos pilotos da Royal Air Force (RAF).

Porém, o discurso de maior expressão histórica de Churchill foi pronunciado em 4 de junho de 1940 na Câmara dos Comuns. Suas vigorosas palavras venceram resistências internas do Parlamento e de seu próprio partido político que defendiam, como melhor opção para o fim da guerra, a promoção de um acordo de paz com genocida Adolf Hitler (1889-1945). Vale reproduzir uma parte: “(…) Temos que seguir até o fim. Temos que lutar na França, lutar nos mares e oceanos, lutar com crescente confiança e com uma força cada vez maior no ar, defender nossa ilha, seja qual for o custo. Lutaremos nas praias, lutaremos nos locais de desembarque, lutaremos nos campos e nas ruas lutaremos nas montanhas; nunca vamos nos render, e mesmo que, o que eu não acredito nem por um momento, esta ilha ou boa parte dela seja subjugada e passe fome, então nosso Império além-mar, armado e guardado pela frota britânica, levará adiante a luta, até, que no tempo definido por Deus, um novo mundo, com toda a sua força e poder, se apresente e venha resgatar e liberar o velho”.

__________________________________________

Pois a coragem cresce com a ocasião”.
SHAKESPEARE (1564-1616). O maior poeta e dramaturgo inglês de todos os tempos.

__________________________________________

René Ariel Dotti. Advogado • Professor Titular de Direito Penal pela  Universidade Federal do Paraná • Ex-Professor de Direito Processual Penal em curso de pós-graduação da mesma instituição • Corredator dos projetos que se converteram na Lei nº 7.209/1984 (reforma da Parte Geral do Código Penal) e Lei nº 7.210/1984 (Lei de Execução Penal) • Medalha Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados (2007) • Medalha Santo Ivo – Patrono dos Advogados, conferida pelo IAB (2011) • Comenda do Mérito Judiciário do Estado do Paraná, concedida pelo TJ-PR (2015) • Comenda do Mérito Eleitoral Paranaense (2017) Redator do anteprojeto sobre o procedimento do Júri (Lei nº 11.689/2008) • Autor do Curso de Direito Penal- Parte Geral, 5ª ed., atualizado com a colaboração de Alexandre Knopfholz e Gustavo Britta Scandelari, São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013 • Comentários ao Código Penal,  Rio de Janeiro: G/Z Editora, vol. 1, t. 1 e 2 –  2014, 2016. • Várias conferências, palestras e artigos de Direito.

________________________________________________


Voltar