41. 3306-8000 | contato@dotti.adv.br

Coluna “Sempre às terças” – René Ariel Dotti

 

Um Poema de Natal

*Para acessar todos os artigos do autor clique no nome acima.

Coluna publicada em 19/12/2017.

O imenso Vinícius de Moraes (1913-1980), poeta, dramaturgo, jornalista, cantor, compositor e também diplomata concebeu um belo poema para contar o Nascimento pela voz e música dos animais. O título não poderia ser outro:

NATAL

“De repente o sol raiou // E o galo cocoricou: //Cristo nasceu! // O boi, no campo perdido // Soltou um longo mugido: – Aonde? Aonde? // Com seu balido tremido // Ligeiro diz o cordeiro: Em Belém! Em Belém! // Eis senão quando, num zurro // Se houve a risada do burro: //Foi sim que eu estava lá! // E o papagaio que é gira // Pôs-se a falar: – É mentira! // Os bichos de pena, em bando // Reclamaram protestando. // O pombal todo arrulhava: – Cruz credo! Cruz credo! // – Mentira? Ora essa! // Cristo nasceu! canta o galo. //Aonde? pergunta o boi. //Num estábulo! // O cavalo contente rincha onde foi. // Bale o cordeiro também: – Em Belém – Me! Em Belém // E os bichos todos pegaram // O papagaio caturra// E de raiva lhe aplicaram // Uma grandíssima surra.

___________________

René Ariel Dotti. Advogado  • Professor Titular de Direito Penal pela  Universidade Federal do Paraná • Ex-Professor de Direito Processual Penal em curso de pós-graduação da mesma instituição •  Corredator dos projetos que se converteram na Lei nº 7.209/1984 (reforma da Parte Geral do Código Penal) e Lei nº 7.210/1984 (Lei de Execução Penal) ● Medalha Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados (2007) ● Medalha Santo Ivo – Patrono dos Advogados, conferida pelo IAB (2011)●  Comenda do Mérito Judiciário do Estado do Paraná, concedida pelo TJ-PR (2015)● Redator do anteprojeto sobre o procedimento do Júri (Lei nº 11.689/2008)  •  Autor do Curso de Direito Penal- Parte Geral, 5ª ed., atualizado com a colaboração de Alexandre Knopfholz e Gustavo Britta Scandelari, São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013 • Comentários ao Código Penal,  Rio de Janeiro: G/Z Editora, vol. 1, t. 1 e 2 –  2014, 2016.• Diversos artigos de Direito.
___________________
Menino, peço-te a graça / de não fazer mais poema / de Natal./ Um dois ou três, inda passa /… Industrializar o tema, / eis o mal”.
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE (1902-1987). Poeta, contista e cronista brasileiro.

________________________________________________________

Em tempo: a coluna voltará no dia 16 de janeiro de 2018.


Voltar